quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Vamos

Onde estás indo? Nesse ritmo não deve ir longe
Assisto a tudo exercitando a paciência como um monge
Confesso que não tenho conseguido
Nunca fui bom em exercícios
Reparei que estas crescendo...e muito
Será que caberá nesta ilha seus sonhos
Será que sobrará espaço para os meus?
Nesta queda de braço quem vencerá você?...eu?
Sinceramente não sei...mais não vou sucumbir
Caso raro é me ver desisitir
Te acompanhar? Não...não...muito obrigado
Prefiro olhar de fora...nessa batalha já escolhi meu lado
A quem muito é oferecido... muito será cobrado
Ontem te vi de novo....no meio do povo
Falavas alto sufocando a todos
Quando não...rindo a toa
Apostando o futuro no cara ou coroa
O tempo ta passando...
O caos aumentando..a paciência acabando
Seus filhos sendo esquecidos
Pra você o jogo já ta ganho
Pra nós perdido....por isso continuas rindo
Quero ver quando o resultado for invertido
Aonde encontrarás abrigo??
Minha casamata eu já ergui
Com as pedras que colocastes em meu caminho para eu tropeçar e cair
Ainda existe uma chance de mudar os rumos
Construirmos pontes ao invés de muros
Mais nessas horas se faz de surdo mudo
Pena enxergar isso como absurdo
Prefere continuar no seu mundo
Vendo todos e tudo como adversários
Seu verdadeiro amigo é seu sujo salário
Só não esqueça que isso também será seu calvário
Quem ri por ultimo é melhor?
Não...chorar por ultimo é que será bem pior!

Tubarão

3 comentários:

André Ebner Silva disse...

Parabéns Tubarão. Vamos, sempre juntos. A gente se tromba.
André Ebner

Stella disse...

Mto bom!!!!
Refletir e refletir

Stella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.